terça-feira, 28 de julho de 2009

Caminho das Índias


- O caminho Inverso de Jesus -

Nilson Levi Zalewski **

Desde que começou a nova novela “Caminho das Índias” da Rede Globo decidi que iria desligar a TV, pois não gostaria de ver o ambiente de nossa casa inundado por feitiçarias e idolatrias. Todavia, resido numa cidade em que não se tem opção, e só consigo acessar a 2 canais de televisão, por isso resolvi ver alguns capítulos da novela para entender e conhecer outra “cultura”, que é a indiana, mas que na verdade retrata o hinduísmo.

Dentro da religião hindu, a sociedade é divida por castas, da mais baixa até a mais alta. As castas mais altas podem se misturar entre si, mas a mais baixa, a “Dálit”, não pode se misturar com as demais. É uma casta menosprezada por toda a sociedade. As pessoas são chamadas de “intocáveis”, e um hindu de outra casta não pode nem sequer encostar a mão num dálit, porque se o fizer ficará impuro. Um intocável não pode trabalhar, não pode mudar de status social, apenas mendigar pelas ruas de Mumbai (Bombaim), e até mesmo a sombra de um dálit tem de ser evitada.

Quando tomei conhecimento disso, fiquei espantado e horrorizado. Logo pensei: que diferença entre o cristianismo e o induísmo: No cristianismo Jesus nivela as pessoas, exatamente o contrário do hinduísmo!

Podemos ver um contraste claro entre o cristianismo verdadeiro e outras religiões. No cristianismo todos são aceitos numa mesma comunidade sem distinção de cor e classe social. Jesus Cristo a todos amou, sem distinção da origem da pessoa e ainda deu-nos como mandamento amar o nosso semelhante. E o padrão de aceitação é o próprio Jesus e não o status social ou a cor.

Na assembléia dos irmãos – seguidores de Jesus – todos são irmãos, do mais pobre ao milionário. Não se conhece a pessoa pelo título que vem antes do nome; títulos existem para diferenciar as pessoas entre si, mas não na igreja.

O apóstolo Paulo afirmou a este respeito: “Por isso, daqui em diante, não vamos mais usar regras humanas quando julgarmos alguém. E, se antes de nos termos tornado cristãos julgamos Cristo de acordo com regras humanas, agora não fazemos mais isso. Quem está unido com Cristo é uma nova pessoa; acabou-se o que era velho, e já chegou o que é novo (2 Co 5.16-17).

“Caminho das Índias” pelo menos tem seu lado positivo: acentua cada vez mais que o cristianismo é a única religião sem castas em que todos somos irmãos! Estamos no caminho verdadeiro, não o Caminho das Índias.

** Economista e filho do Pastor João A. de Souza Filho

2 comentários:

reh s² leh disse...

Realmente nós seres humanos, nao devemos fazer essepçoes de pessoas como nosso JESUS nos ensinou devemos amar uns aos outros ;)


DEUS ABENÇOE A TODOS

IGREJA BATISTA BERÉIA disse...

Que o Senhor lhe abençoe também cada dia mais.
Fique na paz!
Pr Silas

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails